Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

sábado, 25 de junho de 2011

A MAÇÃ


....por que quem gosta maçã irá gostar de todas, por que todas são iguais...

(Raul Seixas)

Um dos mitos mais conhecidosdo mundo ocidental cristão é o mito da maçã no jardim do Éden em que dentre tantos frutos apenas este seria proibido pelo deus do cristianismo. Talvez o leitor tenha muitas vezes se perguntado por quê.

Hoje chegamos a uma conclusão a respeito do mitos da criação. Além deste, encontramos as possíveis razões por trás da força de Sansão e sua fraqueza nos cabelos cortados por Dalila e da razão pela qual os apóstolos de Cristo eram 12 e não outro número qualquer.

Para que se compreenda bem é necessário desconfiar dos paralelismos culturais, uma vez que a difusão é bem mais óbvia, embora complexa. 

Os elementos de sucesso nas culturas dos povos são sempre assimilados por outros que adotam muitas vezes com variações de modo que aparentemente não contradiga muito as tradições já existentes com a ser impostas para não comprometer os poderes locais. 

Esses elementos são manipulados pelos comandantes de forma a virarem instrumentos fortalecedores das identidades locais e objetos de coação. Isso tanto vale para o material quanto para o imaterial, uma vez que a lavagem-cerebral é uma forma substancial de controle das massas.

Sem mais delongas, vamos aos fatos. Na mitologia grega existem dois heróis de renome, Héracles e Aquiles. Ambos de inigualáveis forças. Eis que uma das estórias mais conhecidas são os 12 trabalhos de Héracles que acreditamos ser daí que vem o número dos apóstolos de Cristo, figura possivelmente inspirada em Baco e por isso o vinho lhe representaria em vez do sangue de animais, e num dos trabalhos Héracles matara um leão ou uma esfinge e em outro é ajudado por Atlas a conseguir uma maçã dourada no jardim das Héspérides.

Na mitologia Nórdica há uma deusa da juventude chamada Idun cujo pomar é repleto de maçãs mágicas sem as quais os deuses de Asgard envelheceriam normalmente, exceto Wotan que há muito alimenta-se apenas de hidromel, tendo seus cabelos grisalhos

Na religião induísta o fogo é um elemento sagrado, assim como na Grécia Antiga. O titãn Prometeu, coma a juda de Atenae invadira o Olimpo a fim de roubar o fogo sagrado para os mortais. Por que Prometeu fizera isso? Ora, por que ele criara a humanidade da areia da praia junto com a água do mar.

A indagação seguinte é: o que o fogo tem a ver com a maçã mesmo? Eis que a simbologia do fogo grego seria a sabedoria, razão pela qual a deusa da sabedoria é que deveria ajudar nessa transposição. No caso, Atenae.

Então, por que a maçã passa através de Eva? Por que ela é a personificação de Atenae e Idun, e Adão é a da humanidade em si, por isso é feito do barro. Deus é a presonificação ao mesmo tempo de Zeus, que pune Prometeu, e do próprio Prometeu, ao criar Adão do barro.

Então, maçã grega + maçã nórdica+fogo sagrado = maçã do Éden. E por que a expulsão do Éden? É simples, o Éden nada mais é que o Olimpo grego + Asgard nórdico. 

Asgard é construída por Wotan para separar deuses e mortais e do Olimpo os titãns foram expulsos, ou seja; as criações e a expulsão continuaram, mas mudaram as personagens nessa adaptação que deveria ser a história dos hebreus ou dos escravos que criaram essa seita, que sem o dedo de Constantino não chegaria a religião tão forte . Mas essa é outra história.

Qual o porquê da cobra tentadora de Eva? Esta é uma readaptação inclusive do próprio cristianismo. Nos livros apócrifos a primeira mulher seria anterior ao homem, chamava-se Lílite. Por ser muito atrevida recebeu um castigo de Deus. 

As versões variam em 1°- ela virou o que hoje conhecemos por Demônio, 2°-ela foi presa numa espécie de cacimba eternamente e 3°- ela fora transformada na mais peçonhenta das criaturas, a cobra. E para se vingar, tentou Eva, a segunda mulher, que era até então submissa.

E por que a cobra e não outro animal qualquer? Eis que peum bicho temido por quase todos os povos do mundo e está presente em vários contos antigos. Na própria mitologia grega Hera envia duas cobras para matar Héracles, este ainda bebê as esmaga de mãos limpas. Sem falar na Medusa, vencida por Perseu, que empunha o escudo de Andrômeda.

Na mitologia nórdica uma cobra de nome Midgard é filha  de Loki, o deus da loucura, que assim como o Demônio luta contra Deus e Hades se aliou aos titãs contra os deuses do Olimpo, Loki se unirá aos gigantes no dia da Ragnarok, uma espécie de "Juízo Final" em que os deuses de Asgard morrerão, inclusive ele próprio. A cobra Midgard é tão grande que vive enrolada na Terra, chegando a morder a própria cauda.


Adiantando um pouco a Bíblia, nos deparamos com o mito de Sansão. A indagação agora é: de onde ele veio mesmo? Uma possível resposta é, que assim como os semi-deuses gregos são heróis e mortais, lutando junto com os homens, como Aquiles contra os troianos que supostamente morreria pelas mãos de Apolo transmorfo em Páris com uma flecha no calcanhar, Sansão era o humano, ou super-homem, com a missão de derrotar os faristeus em vez dos troianos. E tinha um ponto fraco, como Aquiles, que em vez de calcanhar foi transposto para os cabelos.

Por que Dalila, sua esposa, o traíra? Por que talvez ela tenha sido inspirada em Brunhild, uma princesa nórdica que se apaixonara por um cavaleiro chamado Siegfried. Este é o herói sa saga " o anel do ninbelungos". Nele provavelmente foram inspirados muitos outros personagens como São Jorge, rei Artur (Inglaterra), Aquiles, Fion Mac Cumhail (Irlanda), Esfandiar (Pérsia) e Mahabharata (Índia).


Acontece que na trama Brunhild faz com que Siegfried seja morto por Guttorm, com uma espada no peito ou uma lança no ombro, as versões variam. As estória é toda repleta de maus-entendidos e Brunhild acaba se jogando na píria funerária, para ser queimada junto com seu amado Siegfried. 

A furada que Longinus, o soldado romano hoje conhecido como são Longuinho, deu no peito de Cristo pode ter sido uma variação da estória do matador de dragões nórdico, Siegfried

Assim como a estória infantil "o soldadinho de chumbo", onde a bailarina é jogada pelo vento na mesma lareira onde o soldado perneta caíra, empurradopelo diabinho, e lá viram juntos um pingente em forma de coração.

Terminamos este artigo respondenso por que Sansão mata um leão. É simplesmente por que Héracles também deve ter servido de inspiração para a criação deste personagem. E este mata, em um de seus 12 trabalhos impostos pelo rei Euristeu de Argos por matar Megara e os próprios filhos, o leão da montanha.

ATEU POETA

Fontes:
Franchini, A.S./Seganfredo, Carmen. As melhores histórias da mitologia nódica.7a.edição_-Porto Alegre, RS: Artes e Ofício, 2008.
Grande enciclopédia brasileira de consultas e pesquisas. volume V. "F-I". ed.Novo Brasil. Editor: Antônio Lopes. São paulo-SP. 1987/88.
Coleção: Lendas, mitos e fantasias n°1. Dragões: Nilson Luiz Festa. São Paulo-SP.ed.Minuano.