quinta-feira, 19 de junho de 2008

RECOMEÇO


RECOMEÇO

CAP1: REPORTAGEM PRIMA

Mani: _Você enfrenta muitas dificuldades?
Sírio: _Claro! Já viu alguém de cadeira de rodas que não sofra?
Mani: _E você?
Antônio: _Não!
Mani: _ A mesma pergunta para você que tem boas pernas.
Edimilsom: _Ter pernas é tudo por acaso?
Luís: _Ei, hermano, ali é a casa de um cantor. Porque não o entrevista?
Mani: _De onde surgiu o nome de seu novo C.D.?
Ademar: _Veio de uma música que relata poluição, guerra, desmatação e fome, ou seja; a “Expressão da morte”.
Mani: _Qual sua primeira composição?
Ademar: _ “Adoção”, fala sobre a solidariedade de um casal ao adotar uma criança órfã, que, aliás, é seu terceiro entrevistado de hoje, seu tio-avô e meu irmão adotivo, Edimilsom.

CAP2: O HOMEM ELÉTRICO

Noite chuvosa, Dr. Douglas faz experiências científicas. Lá fora começa a relampejar, um dos raios transforma Augusto, filho de Dr. Douglas e Eloíse, em uma mistura de coruja, águia, morcego, gato, abelha, aranha caranguejeira e formiga rural.
Os mutantes daquela e de mais seis cidades foram algemados, ao saberem disso, Dr. Douglas e Eloíse fugiram com o filho para longe e bem a tempo, pois as sete cidades foram destruídas entre tiros e bombas das forças armadas e a revolta dos mutantes.

CAP3: A BATALHA INFERNAL

Jonas e Aufred conversam sobre o desaparecimento de Édgar e Zinon Iacopt, quando Aufred avista uma mulher e vai ao encontro dela.

Aufred: _Como você é bela, casa comigo?
Angeline: _Já sou casada.
Aufred: _Meus pêsames.
Não muito distante dali, um diálogo mais romântico.
Dara: _Aceita namorar comigo?
Hálidez: _Lógico, eu duelaria até com um leão por um beijo seu, minha ninfa!
Dara: _Corajoso! Herdou a bravura ou a lábia da família?
Hálidez: _Quem não se arriscaria pela beleza de Dara, que com firmeza meu coração incendiara, para a qual a infalível flecha do amor me destinara? Quem por pura beleza merecia ser coroada deusa das estrelas, as tais mesmas brilham mais quando Dara olha para o Céu, que a envolve igual véu de ternura por sua existência, mesmo o Sol tem a imprudência de amá-la, quantas vezes ele chora por não poder tocá-la, o próprio anoitecer se cala pela doce ilusão de que um dia ela o toque e o beije, mesmo que de leve. E uma coisa é certa, sem Dara a rua é deserta e a não amá-la nenhum coração se atreve.
Dara: _È, você fala bem.
Hálidez: _Para você entrego o mais completo amor vivo, com você me torno imbatível e por você realizo quase o impossível.Já que dom é intransferível, porque não usá-lo ao auge do infinito?
Em outro local Handir e Nélio comentam a vida de Gonsala e Potaci, mas Handir abandona o amigo e vai até uma moça chamada Odlora Laura.
_Sabia que eu nunca me apaixonei antes, até vê-la?
Ela sorri e diz: _Você não mente nada, não é?
_É sério! Você acha que eu mentiria para uma coisa tão bonita assim? Já que seus olhos são verdes permita-me ler um poema em homenagem a eles, você gosta?
_Sim, você mesmo que escreve?
_Sim.

VERDIAR

Seus olhos verde-esmeralda
Iluminam meu caminho
Até sigo de mansinho
Por causa desse verdiar

Minh’alma se encanta
Enquanto corpo treme
Chega coração se espreme
Que é para não se apaixonar

Necessito de carinho
Quero a encontrar
Abracei verde espinho
Por que me fez lembrar

Desses olhos tão lindos
Quase bailarinos
Que se encontram com os meus
Só para amor me atirar

Chego a ver o infinito
Em meu peito aflito
Não existe horizonte
Apenas de amor um monte

Por essa mulher bela
Que em meu sonhar é Cinderela
Na cama quente da paixão
A cada doce instante da ardu’embriagante emoção

Esses magníficos olhos enverdiaram minha mente
Meio que me deixam descrente
Diante a tamanha beleza natural
Não resisto amar esse verde angelical

ATLETAS DA AUDÁCIA

Nesta terra de passados derrapantes
Nos escondemos das guerras dos gigantes
Estamos pela própria sorte
Nascemos entre a pedra, o peito e a morte
Mas se abraçarmos a vida
Com a mais pura confiança
Estaremos nos tornando atletas
Da audácia e tolerância
E o mundo desses
É muito mais excitante

Em uma cidade vizinha Luís escuta uma poesia de Elias:

CONSERTO

Hoje que o homem já viu de tudo, cá estou eu, um desconhecido total que surgiu para evoluir e fazer ele, o homem, presenciar situações novas.

Reacender nele o entusiasmante admirar pelo novo, criar em suas obras a construção da fraternidade, abrir-lhes os olhos para a verdadeira vida.

Encher-lhes a mente com boas metas, torná-lo sensível a causas nobres, acessar seus sentimentos mais secretados.
Causar-lhe dor, arrancar-lhe lágrimas vomitadas com ódio, humilha-l e feri-lo.

Essa foi a missão a mim confiada para que ele tome consciência de toda a angústia que sofrem os rejeitados, para que ele saiba de qual massacrante é sua ação e seu descaso pela sua espécie.

Para que um dia ele olhe para trás e tenha coragem suficiente de recomeçar com mais vigor, e tenha fôlego bastante para nunca deixar seu planeta, sua gente, suas florestas morrerem, pois ao mesmo tempo em que ele é responsável por, também é parte de um esplêndido pedaço do Universo. E deixa-lo morrer seria o gesto mais absurdo que já cometera.

Eis-me aqui na função de buscar na zona mais escondida de seu ser a virtude necessária, um pouco de fé na bondade junto com um pingo de sensibilidade e vontade disposta a construir seu auto-melhoramento na busca de dignas condições de vida para todos aqueles que sofrem.

Sem distinção.

Luís some, aparece em um lugar cinza, luta com vários adversários, começa a lançar raios elétricos ao mesmo em que se multiplica e foge de enormes cães. Ele entra na caverna dos quatro demônios: Fágner, Hádige, André, Deniepanc, que lhe propõem aliança a fim de destruir seus inimigos; os deuses:
Aguiles, Ugo e Henri.

Luís olha em volta reconhecendo aqueles que Deniepanc dizia tratar-se de “alunos” seus, porém percebe que esses apenas desejam acréscimo de força para retornarem em fuga para o planeta Terra.

André entrega armaduras pesadas enquanto movimenta as mãos abrindo quatorze estradas em uma espécie de “jogos de arena” em que cada participante seguiria por uma via distinta onde enfrentariam gigantes como forma de treinamento.

Embarcaram nessa juntamente com Luís e foram tele-transportados por Hádige a mando de Fagner: Zinon, Édgar,
Nélio, Odlora Laura, Handir, Gonsala, Potaci, Elias, Aufred,
Angeline, Hálidez, Jonas e Dara.

De repente os “alunos” estavam sendo acordados por:
João (santo), Suzie (chefe da Legião Angélica Celeste), Eloíse (professora), Dr.Douglas (cientista), Isabele (princesa), Ademar (cantor e compositor), Isadora (enfermeira), Carlos (engenheiro), Antônio (agrônomo), Carol (empresária), Augusto (estudante), Amadeu (cantor, compositor e poeta) e Heitor (lutador de Judô).

Destruíram o Universo na batalha, mas apenas os demônios faleceram.

CAP4: UM NOVO UNIVERSO

Escorado em um canto, um menino treme de frio, ele foi o único sobrevivente da lista de Sírio, a maior gangue de tráfico de todos os tempos, também é como se chama o líder desta.

O poder bélico desta quadrilha é tal que todos os países se uniram, antes da destruição do universo é claro, passando por cima das “guerras santas”, do passado de atritos, enfim, no mundo as atenções estavam voltadas nela, fazendo até mesmo os mutantes serem esquecidos.

Eu, Mani, tio de Augusto, irmão de Dr. Douglas, Luís, Elias e
sou filho de Rildo Alex Tal Paco, que é filho de: Amadeu e Isaura; filha de: Antônio e Carol.

Eu e o menino inventamos uma arte marcial, o I.T.I.E.C. (Incoloridade, Transparência, Invisibilidade, Especialidade e Combate).

O guri era Augusto e estava acompanhado dos mutantes: César, José, Veloso, Ronaldo, Carol (sua trisavô), Edimilsom e Elias (seu tio); Decidimos formar um grupo batizado de Clube dos Poderosos (C.P.) com academias que mais tarde se expandiriam, e quando menos esperávamos, todo o mundo praticava o I.T.I.E.C.

A Terra some em meio a um certo brilho, que de imediato identifico: _Poder. Uma certa batalha acontece no espaço, e porque será que não morremos?
_Talvez porque poder não desfragmente quem o possui. _Responde Elias.

Augusto e Carol atravessam uma barreira incolor, da qual fui o último pois demorei a aceitar que o Universo havia desaparecido.

CAP5: RAIZ

Ao chegar noutro Cosmo deparo-me com uma enorme briga do Clube dos Poderosos com a gangue de Sírio, em pânico tento voltar, esbarro justo no chefão.

_O que é isso, rapaz, onde escondeu seu “espírito de equipe”, já iria abandona-los?
_Adquiri poder a pouco tempo.

Sírio ataca-me, com inúmeros batalhões de seu exército. Quase em desmaio, já não reagia, quando apareceram a meu favor dezoito personagens entregando-me canetas artesanais fabricadas a partir de pau-brasil, eram eles: Francisco (Zumbi dos Palmares), Obaluaê, Pacoti, Tupã, Saci, Cuca, Lobisomem,VampiroGanga Zumba, Jaraguari, Emília (boneca de pano criada por Monteiro Lobato em “Sítio do Pica-pau Amarelo”),
Mula-sem-cabeça, Anhanguá (Iara), Uauiara (o moço boto), Cobra-Norato, Curupira, Iracema (romance indigenista de José de Alencar) e Poty (também de José de Alencar).

Usei meu “Efeito-Catapulta” para eliminar meu antagonista.
Ganga Zumba, Obaluaê e Pacoti põem em minhas mãos uma raiz especial tirada na capoeira enquanto Francisco brada: _Segure firme, isso aí é o Recomeço! _Disse isso apontando para a raiz.

Saímos de lá rumo a outros Universos.

AROLDO FILHO
Pacoti-Ceará

O AMULETO DE DÁRIO

CAP1: O VERDADEIRO AMIGO DO HERÓI

Eremita, a imagem e semelhança de Dário, um garoto meio incomum. Até o dia em que reagiu a um grupo de moleques mais velhos, sobrepujando-os de mãos limpas; o apelido abandonara aquele que doravante metáva-se para o sujeito em primeiro lugar no ranking de popularidade escolar.

Nas festas, o curumim era sempre obrigado a fazer seu espetáculo à parte, não pela insistência daqueles que o conheciam, mas sim, por quem achava esse piá franzino um alvo frágil.

Em duas semanas o kid transmutou-se de um tímido introvertido, de quem tiravam sarro sem cessar, para o folclore local. Multidões advinham ver o sujeito briguento, resolveram pô-lo num filme, de título “As aventuras de Dário”.

Um dia, porém, o herói voltou a entristecer, ensimesmando-se novamente. Não sabia mais se defender, embora que ninguém o pusesse à prova, todavia, sempre aparece alguém, e quando Dário via-se “em maus lençóis”, sozinho contra uns dez, aparece, “do nada”, alguém disposto a protege-lo.

Depois de algumas rasteiras bem aplicadas, chapas potentes e bênçãos certeiras, os covardes corriam como capotes prestes a visitarem a panela.

_Quem você é mesmo, cara?

_Soares.

_Agradecido, sou Dário.

_O do filme? Como posso crer depois duma cena dessas, em que se eu não o defendesse estaria todo arrebentado a essa altura?

CAP2:FAMA EM DUSE DUPLA

_Eu tinha um amuleto, que dava toda a força de que eu precisava, no entanto, quebrei-o, voltando a ser o mesmo frangote de antes.

_Dê-me-o aqui. _O ex-ator entrega os fragmentos do dito amuleto cujos Soares lança a um rio, de modo que não possa ser reencontrado totalmente.

_Quando fizera isso, pensou em como voltarei a ser o invencível?

_Acalme-se! Invencibilidade é um ideal medíocre, entretanto, se existisse, um amuleto não o protege da covardia contida em você, agora, umas aulas de artes marciais não lhe fariam mal.

_È verdade, você é melhor que um amuleto, um amigo sincero.

A história de um novo Dário na cidade, Soares, atraiu visitantes, inda mais que outr’ora. Faziam mais tarde a dupla imbatível das telas cinematográficas, “Amuleto e Eremita”.

AROLDO FILHO

AMADEU

AMADEU

CAP.1: TRIPLO RETORNO

Da praça onde estava, Amadeu avistava a queda incrível de um gigante, Diáfano.

_Dessa vez o mundo será meu brinquedo! _Dizia Sírio, que além de não ter morrido, salvara os exércitos de Diamante e dos Mágicos.

Amadeu parte para cima do grupo maldito, avista o Clube dos Poderosos no chão, entre os quais, Cunhã-Lavrita, Dário, Soares, Cícero, Éctor, Heráctor, Anjo Azul, Augusto, Renato, Robsom, Raimundo, Sebastião, Alex e Marco Antônio.

Clarice corre em direção a Amadeu, bradando: _Fujamos! 
_Clarice é pega, no entanto, Amadeu nada pode fazer.

CAP2: NUVEM

Amadeu despista os adversários na floresta, encontra uma casa, cujos moradores entregam-no um cordão verde, dizendo ser a veia poética, ele põe no pescoço; um cubo transparente, de cor idêntica a do cordão, se forma a seu redor causando o encolhimento de seu corpo, Amadeu é trancafiado numa maleta, que fica invisível, causando-lhe a volta ao tamanho natural, transformando-se em uma armadura vermelha que muda de cor várias vezes e em seguida, torna-o invisível.

Os acolhedores, Negro-Capoeira, Poeta, Arte e Víride, a caçula, que se apaixona pelo visitante, prometem aderir à causa. Mas, enquanto visita e hospede beijam-se, a casa é destruída por Sírio, que segura o agente do Clube dos Poderosos pelo pescoço, lançando-o ás nuvens.

O azar do chefão é que, ao chegar ao Firmamento, o homem leva um choque, massas de ar que se formavam naquele triz transmutam-se para armadura de imensa força, Amadeu autodenomina-se Nuvem, pois ganha capacidades tempestuosas.

_Ninguém escapa da fúria de Nuvem! _Amadeu desce do Céu, dá uma leve descarga nos amigos para despertá-los, após, congela a gangue antagonista por completo e chuta-lhes a cabeça. _Retornem, que os mato outra vez, malditos! _Brada Nuvem, vitorioso.

Nuvem reconstrói a casa, anuncia a todos o noivado com Víride. Um mês depois é o casamento, Amadeu encontra-se em lua-de-mel.

AROLDO FILHO
Pacoti-Ceará

YAMANDÚ VERSUS JACK BÄUER

CAP1: OS FILHOS DE CURUPIRA

_Hiper estrela de fogo! _Ataca Muxirali , filho de Magali e Múixira, a Celso, destruindo-o em segundos.

Protexcel, filho de Protoman e Excel, atira em Zinon Iacopt, eliminando-o.

_Ka-me-há-me-há! _Gokumu, filha de Gokú e Yakumu, transforma Morsa, filho de Hálidez e Dara, em cinzas.

Iaraci, filho de Saci Pererê e Iara, desmaia quando atacado pelos três, entretanto, não morre, em seguida, chegam Nixci, filha de Nix e Coraci, Lobgnú, filho de Lobisomem com uma Gnú e Aroldolí, filho de Aroldo Filho e Chum Li, porém, caem desacordados com apenas um golpe de Protexcel.

Tempos atrás, Curupira multiplica-se em três:

Curupira: Demônio da floresta montado num javali supercrescido, mulher loura de olhos verdes e orelhas pontiagudas, com beijo letal.

Caipora: Homem moreno agigantado e de olhos puxados, com os pés virados para trás, protetor dos animais terrestres.

Caapora: Mulher negra, protetora das aves (inclusive pigüins).

Um Vampiro apaixona-se por Curupira, daí nasce Vancurupira. Caipora e Jaci dão origem a Caiporaci. Caapora e Zumbi geram Zumbípora.

Os filhos de Curupira surgem em auxílio a Aroldoli, Iaraci, Lobgnú e Nixci. Zumbípora dá uma armada dupla em Gukumu, Caiporaci aplica um martelo em Muxirali e Vancurupira investe numa ponteira, no entanto, é seguro pelo adversário, então, tenta a tesoura, mas ao invés de acertar é jogado ao chão, Protexcel o levanta pelo pescoço o arremessando contra Zumbípora, os irmãos batem as cabeças e desmaiam.

CAP 2: CAIPORACI VERSUS PROTEXCEL

Jaguarelfo, filho de Jaguarari e uma Elfo, aparece socando Protexcel e o derruba num tomasflair, este o segura pelo braço e joga ao solo num golpe de defesa pessoal.

_Não vencerá, Planets! _Grita Caipoaraci.

_Está fora de cogitação? _Protexcel segura Muxirali _União! _Transformam-se em Muxicel.

Caiporaci junta-se com Aroldoli, Iaraci, Lobgnú, Vancurupira e Jaguarelfo, formam Aroldi.

Zumbípora e Nixci fundem-se, denominam-se Zumbici.

Muxicel lança um raio do punho: _Radiação Hawking!

Aroldi tira seu gorro dourado, abre-o, captura o golpe, dá um nó, lança-o para o alto, salta e saca coma peteca da mão: _Contragolpe Stephen! _ O braço de Aroldi teve efeito de Fonda, o gorro fora atirado com velocidade de uma bala, explodindo, criando um buraco-negro o qual desfragmenta Muxicel sugando-o, Aroldi absorve os poderes do falecido.

De repente um tridente perfura o pescoço de Aroldi, era Tritão que surgira.

_Quero ver quem é páreo para mim. Bona viaje al cel! _Diz o rei sereia com um sorriso caustico, acenando.

_Fin of the muntain, I’m not stupid poetite of sea. Reality portions of adrenaline served daily black, pincetti of the oyenstikker. Eu sou Elmonoel, o sangue e a alma de Deus. Prepare-se para ser derrotado por mim, Aroldominus, o duende dourado. _Aroldi crava a mão sobre o próprio coração arrancando a alma e dela faz armadura, por conseguinte, puxa o arco-íris para recobrimento, quebra o pote para um sobre-recobrimento, as moedas servem de acabamento e banho.

Zumbici, enfeitiçada por Tritão, funde-se a Gokumu, denominam-se Zumbu.

Outros dois tridentes atingem Aroldominus, um de Aqua-man, o secundo pertence a Posseidon, ambos fazem fusão com Tritão, denominam-se Apostão.

_Olhe o que faço com seus brinquedos. _Aroldominus quebra os três tridentes do trio traiçoeiro.

Zumbu e Apostão combinam poderes de ataque contra Aroldominus, o atingido vai parar num Universo muito distante dali.

_Alfazaine!

CAP3: O REFORÇO

“É somente nas equações do amor que existe lógica”

(Jhon Nash, no filme: “Uma mente brilhante”)

“O povo precisa de histórias mais que de pão, elas nos dizem como viver e porquê”

(O contador de histórias do filme: “As mil e uma noites”)

Ao abrir os olhos, Aroldominus avista uma paisagem completamente branca, encontrava-se preso ao gelo, caíra em uma canhada. Sem forças, desmaia novamente, sonhara em nomear o recinto de Islândia, Ice Land, terra do gelo.

Por sorte, o lugar era habiatado por uma esbelta mulher de nome Atenioçanha, denominada Saíra Azul, pela armadura de diamante azul que fizera.

Ôçanha é um Orixá Africano, perneta, hermafrodita, irmão de Xangô. Ele dividiu-se em Oçacunhã, mulher e Ôçaman, homem.

A parte masculina tivera filha com Atenea, deusa da sabedoria, que chamou-se Ateneaçanha.

A feminina gerara, do Gênio de Lâmpada, uma menina de nome Gênioçanha.

Ateneaçanha e Gênioçanha fundiram-se em Atenioçanha.

_Sente-se melhor? _Indaga a moça ao forasteiro.

_Após a respiração boca a boca de uma linda dama? Perfeitamente, suportaria ser o herói de qualquer epopéia!

_Gostou da armação álgida que fiz sobre a sua?

_Depende... Que poder ganho com seu uso?

_Aquele que batizei de Retrocésio, permitirá que seu oponente congele por um segundo.

_Como aumentar esse tempo?

Nesse momento chega Kinsãn, a fusão de Amansãn com Kinspaw.

Amansãn é filho de Yansãn com Amadeu.

Kinspaw é leve o gene de Kim Possible e Spaw, o soldado do Inferno.

_Simples, construa uma placa dos diamantes de sangue, os de Angola, cubra com carbono e vista usando diamante azul, se conseguir Le card d’a mer, melhor.

_Onde os encontro?

_Os trago nesta arca. _Responde Kinsãn pela segunda vez, carregava imenso baú.

Apostão vestia-se argentinamente, caso seus golpes fossem rebatidos seriam retrocedidos aos antagonistas.

Um raio, sem aviso, atinge Kinsãn, precisamente o Radiação Hawking, aprendido por Apostão.

_Estou morrendo. _Fala o semifúnebre, sua vista escurece.

_Não morrerás se der-me a mão. _Garante Aroldi.

_União! _Nascera o novo soldado, Arkinsãn.

Zumbu dá um carrossel em Atenioçanha, que revida dando um tomasflair.

Enquanto isso, Arkinsãn termina sua armadura, como planejado, nomeia-se Ucora. Mal a roupa é posta, Apostão, agora atendia por Bico de Agulha, lança seu golpe.

CAP4: ATZUMBU

Ucóra tem seus poderes roubados, mas não é desfragmentado, embora sendo engolido pelo buraco-negro.

Zumbu funde-se à Atenioçanha, viram Atzumbu.

O buraco-negro é guebrado pelo golpe de Arkinsãn, que o usa para armadura, nomeia-se Escuridão.

Bico de Agulha e Atzumbu combinam golpe: _Radiação-kadabra! _Dois ataques mortais.

Um raio protege Arkinsãn. Uma voz ao longe surge: _Como poderia eu abandonar a minha estirpe? Retorno pela supremacia genética, vingarei sobre sua aporética, reineigarei a apoteótica derrota patética.

_Anti-espelho letal!

Bico de Agulha é destruído pelo golpe de Nuvem.

CAP5: AUTOR E FLAUTOR VERSUS JACKAURO

“Vá embora! Estou tentando morrer.”

(Dito pelo contador de histórias, o Barão de Munchausen, no filme: “As aventuras do barão de Munchausen”)

Vênus e barão de Munchausen têm uma filha, Venusen, que funde-se com , Juanida, transformam-se em Flavana. Juanida é fusão de:

Frida

Júlia [“Teken 3”]

Rafaelanna, filha de:

Anjo Rafael

Joanna Carda

Floreanna, fusão de:

Florenza

Anna Neterbko

Flavana elimina Atzumbu.

Jack Bäuer surge metralhando Yamandú, que para não morrer, funde-se a Escritor, metamorfoseando-se Edú.

Milena (“Mortal combate”) e Minotauro geram Miletauro, este transforma-se em Jáirostavo quando se funde a:

Jeronimus Frederick, (“As aventuras do barão de Munchausen”,)

Gustavo, (“As aventuras do barão de Munchausen”,)

Pedroca (“As aventuras do barão de Munchausen”,)

Outros viram Autor:

Escuridão,

Statick Shock,

Narrador,

Amadeu

Augusto

Autor e Flavana geram Flautor.

Miletauro funde-se a Jack, viram Jackauro.

_Retrocésio!

_Raios Gama!

Flautor e o pai liquidam Jackauro.

AROLDO FILHO

ALÉM DA LUZ

CAP1: CORACI

Numa aldeia, a qual nunca tivera contato com outros povos, nascera uma criança Albina, tamanha seria a brancura do recém-nascido que pensaram ser o próprio Sol, então deram-lhe o nome de Coraci

Eis que um dia a pequena aldeia foi invadida por bárbaros, esses ao matarem os vilões protegeram a criança, achando ela tinha origem “branca”. O piá foi adotado pelo líder dos guerreiros, Nelson, um contra-almirante destemido que fez do filho postiço um de seus melhores soldados.

CAP2: NIX

Numa aldeia próxima, nascera a filha do rei Alígero, tão negra quanto a noite, batizaram-na como Nix, menina tão linda quanto atrevida, impôs ao pai aulas de esgrima para si, tornava-se o melhor soldado de seu exército.

A garota ganhara uma armadura de pérolas-negras por haver multiplicado as terras do progenitor em dura batalhas e estratégias infalíveis.

_Hoje só há um rei em todo o planeta tão poderoso quanto eu, Nelson, e só o é há dois meses. Tragam-me sua cabeça, já!

Mal o rei fecha a boca, os portões do palácio são abertos por um valete: _Meu senhor, trago-lhe notícia importante, um rei está aí fora querendo falar-lhe em particular.

_Que entre!

Pierrôt adentra o castelo e segue Alígero até a sala de reuniões.

_O que o traz aqui, majestade!

_Desejo propor-lhe aliança, majestade, peço-lhe que me ajude a derrotar Pavão, ele seqüestrou minha filha,Coruja, em troca quer a Rosa de Vidro.

_E por quê não a entrega?

_É que se essa tal flor for quebrada libertará um cubo maldito, o dado do chaturanga, que nos aprisionará, a todos, em um Universo alternativo, de onde jamais poderemos sair.

_Seus cavalos serão ótimo auxílio às minhas bigas contra Nelson.

CAP3: A ROSA DE VIDRO

Coraci arranca as presas dos elefantes mortos em batalha e constrói uma armadura de marfim, com gládio e égide.

Enquanto isso, Quíron oferecia um conchavo a Nelson: _É melhor juntarmos meus paquidermes e sua infantaria, que nos confrontarmos, uma vez que Alígero e Pierrôt são aliados contra você.

_Pois bem, atacaremos juntos, no entanto, A Rosa de Vidro é minha!

_Soube que Pavão seqüestrou a filha de Pierrôt para consegui-la.

_Então, nos aliaremos a ele.

No castelo de Pavão, Vlade demonstra sua arma de guerra, gumerângues: _Ponha suas tropas aliadas que mostro a eficácia. _O rei não deixa um só homem de pé.

_Vejo, meu caro Vlade, que seremos imbatíveis com as minhas flechas.

Naquele instante, Alígero e Pierrôt tentam convencer Luís Carlos Prestes, demonstram ioiôs de dois quilos para cima, quando um arauto adentra a sala de reuniões de Carlos com uma carta:

Vossa majestade,

Visto que Quíron, Pavão e Vlade uniram-se a Nelson, um sanguinário que almeja dominar o planeta, pergunto se me ajudará combate-lo.

Responda o quanto antes.

Amadeu

Líder da Aliança Rútila.

O trio prefere ir ao encontro de Amadeu: _Sejam bem-vindos! Vou ensinar-lhes uma arte marcial, já ouviram falar em capoeira? –Mas seria ingenuidade pensar que daria tempo.

_Apresse-se! A Rosa está com o inimigo. _Diz Alígero.

Coraci, naquela hora, ponha a Rosa de Vidro nas mãos de Nelson, que a quebra, sorridente.

_Eu trabalhe em vão, meu pai? _Indaga Coraci atônito.

_Não se precipite, veja, é o dado do Chaturanga, que me dará o poder de aprisionar quem eu quiser. O mundo já está dominado.

CAP4: A REVELAÇÃO

Amadeu toma dado de Nelson e congela ele e Coraci: _Cheque-mate!

_Não cante vitória, rapaz. _Pavão surgia.

Amadeu, com um sabre de gelo, desarma o oponente: _Diga-me, onde está a Coruja!

Lá fora, a batalha pavorosa ocorria, elefantes, bigas, cavalarias e peõs caíam ferozmente. Capoeiristas tomavam as montarias alheias, mas ninguém é páreo para Nix, que derrotara mais de mil; mesmo ela fora atingida.

Simultaneamente, Coraci suga toda a luz do Universo e Nix a escuridão, ambos ficam gigantescos percebendo que o mundo é um tabuleiro, e pulam fora.

Coraci tira a máscara e Nix também, embora que as roupas não mais tivessem cor.

_Apenas nós temos a visão holística, os outros estarão em conflitos eternos, lá éramos inimigos, agora não carece disso. Como Você é linda! _Coraci a beija.

Ela conclui, abraçada a ele: _Vivem de ilusões, por isso as guerras infindas, agora são meras peças de xadrez. Vamos jogar? _Sentam no “chão” e iniciam o jogo


AROLDO FILHO

COGNITIVA

CAP1: GAZUA

Em meio ao tiroteio, a garota rasteja a procura de abrigo, um homem morto, com uma bíblia, cai aos seus pés.

Aviões metralham as ruas, alguns deles explodem, pilotos, de pára-quedas, destruíam casas com sofisticados lança-mísseis. Armas de raio L.A.S.E.R. ( Light Amplification by Stimulated Emission Semfeur Radiation) torturavam uma frota inteira, e seus cavalos, causando dor inexistente, contudo, um soldado, o Cavaleiro de Prata, não fora atingido.

Minas terrestres arremessavam o Cavaleiro pelos ares, as balas de canhão o abatiam, bombas atômicas tentavam destruí-lo, mas ele permanecia intacto, golpeava seus inimigos com golpes capoeirísticos

Enquanto isso, a menina, Natalie, constrói armação da Bíblia, toda a sua armadura torna-se negra transformando-se em letras, denomina-se Cognata. A nova lutadora agiganta-se, faz surgir sabres e égides de letras, multiplica-se, voa, corre mais que a luz, torna-se mais forte que a própria imaginação. Destrói os invasores em meio segundo.

CAP2: MASTER QUICK

_Impossible! _Berrava o presidente Cracker.

_Bad block disabled versus quick power or ghost? _Indaga-se Hollfertadi, o chanceler.

O filósofo Niethiche dizia: “Não há fatos, só interpretações”.

Outra tropa foi mandada, nova derrota.

“Ominus vulnerave ultima nectad”

Areado, o presidente decide ir ao encontro do posto de batalha, tão ímpio de tamanho ditirambo. O bramir do torvelinho não impedira o telúrico Cracker, seria uma nova Biquine.

_Your will are my slave! Swap of position, over lock, Poltergeist! _Pensava o chefe de Estado.

O chanceler reunia todo o país para o ataque, no entanto, ouve um brado do supremo líder: _Not your, I play, not go!

O confronto foi rápido, o homem dispunha de imenso poder telecinético, dominara Cognata antes mesmo que esta se desse conta, mas o Cavaleiro de Prata não cedia a mente de Cracker. A solução seria por Cognata para ataca-lo.

CAP3: SOLDIER BOYS

_Parallel port prefech, clock, to reboot, setup... _Cracker pensava num jogo de xadrez, mas precisamente, in the Queen. _Bealtiful and force a one woman...

O Cavaleiro seria o rei adversário, já que todo o país morrera, a exclusão dos que lutavam entre si, entretanto, tratava-se de um guri que, fascinado por Física, Química, Matemática e Biologia, construíra uma armadura espetacular coincidindo com o momento de ataque dos invasores.

De supetão, Hollfertadi, em desobediência ao presidente, manda tropas em batalha, captura o infante, que o parte ao meio com uma chapa rodada. O chanceler transformava-se em Water, inundando o recinto num triz.

Water joga eletricidade no solo, todos desmaiaram.

CAP4: HOLLFERTADI, HELL COME!

TRIZ

O mundo é uma fração de segundo

_Adquiri poder aquático, meu caro, e parte de seus elétrons.

_Veritable good, Electroplate boy! _Water aplaude o Cavaleiro de Prata.

O curumim acerta um chute na lua em seu adversário, que é lançado para fora do planeta do no rio Queronte.

_How are your?

_I’m Latins, gentlemen, Kaphet Trusts, Chic, never of habeas corpus for to the contrilos.

Water eliminou-o, o primeiro dentre milhões de zarapelhos, porém, não precisou destruir todos, pois logo foi considerado King to Hell.

_Setup it,for Ski! _Todos estranharam a ordem, pelavam-se de medo dos deuses, principalmente de God, o mais poderoso. _I will am a New God of Ski and Hell. I’mthe force, power for Water King! Go!

O Purgatório fora destruído, o Céu foi tomado à força, após a eliminação da alma do profeta Maomé, dos arcanjos, anjos e querubins, de Pai, Filho e Espírito Santo, Buda e muitos outros como, Zeus, Amon-rá, Olodumaré, Deusa, etc.

CAP5: PLAGE

O Cavaleiro de Prata rasga as vestes de Cognata, tira –lhe o elmo, suga-lhe um leite negro do mamilo canhoto cuspindo-o, deixando-a sã novamente, sem querer, o piá acaba absorvendo um pouco do poder da guria.A guapa acorda pedindo para ser fecundada, seu salvador cumpre.

New God congela o infante, mas o deixa forte apenas, o atingido cria asas álgidas, florete e broquel, denominando-se PLAGE Angel (Anjo Prata Letras Água Gelo Elétrons)

Enquanto isso, Cracker despertava.

“Ii faut finir, pour recommencer...”

Nua, de pé, Natalie pede para ganhar vestimenta: _Anjo Guerreiro, pode vestir sua mulher, agora? _Ela a abraça pelo dorso encobrindo-a com seu órgãos de vôo, a bela estava assim: Sutiã, minissaia, salto fino, máscara, cotoveleiras, joelheiras, pavês, cimitarra, espartilho, caneleiras, luvas, e protetores para as cochas, panturrilhas, pescoço, braços e antibraços.

_Temam doravante, Linda Ogájo! (Anjo Álgido) _ Assim denomina-se a guapa.

New God constrói dados de vidros, fazendo da dupla Angélica os primeiro soldados acrílicos.

CAP6: O IMÍCIO DO RECOMEÇO

GUERRA

A vida é uma batalha eterna

O álgido de uma partida

Xadrez da despedida

_Que acha dessa poesia? _Pergunta Zinon a Gonsala.

_Gosto mais das românticas que das filósofo-melancólicas. _Responde, com sinceridade, a moça.

O casal apaixonado nem poderia imaginar o que o destino lhe reservara (se é que existe destino).

Cracker e seus conterrâneos são soldados de vidro, obedecem a New God que muda o nome de seu ex-presidente, agora um administrador de tropas, para Sírio dando-lhe um exército de comando.

Sírio, antes de ser morto pelo Clube dos Poderosos, domina várias nações com o tráfico de drogas, esse designou quatro Demônios de vidro para comandar o Inferno na ausência de New God:

Fagner

Hádige

André

Deniepanc

Sírio foi ressuscitado para governar outros três exércitos:

O de Vidro, novamente, cujo capitão era Malabarista.

O de Diamante, cujo comandante seria Adiamantado.

O d’Os Mágicos, que ficara a cargo de Astro, Negüidâd e Flod’ambrópio.

Sírio fundou mais grupos:

Os Abutres: Liderado por Urubu-Rei, Gralha e Corvo Branco.

As Hienas: Liderado por Fênix.

Os Ninjas Negros: Liderados por Meteoro. Esse grupo era formado justamente por Astro, Negüidâd e Flod’ambrópio, o trio de comando dos Mágicos.

CAP7: LEADERS SUPREMES

“É através da loucura do poeta, através daquela incongruência, que a sociedade respira”

(Paulo Leminski)

Arte, um personagem esquecido, puxou-me para dentro da página que eu terminava, mas sou transformado em soldado de acrílico. A poesia já não me pode salvar. Esse personagem é a fusão de:

Arthas (“Warcraft”)

Artemis (“A luz e as trevas”)

A Aliança Rútila inteira estava envidrada, sem cassorotiba para esconder-me lembro-me de uma partida de xadrez, onde não se pode matar o rei sem acua-lo. Cherlock Hollmes saberia resolver este caso por mim?

Sou convocado a participar de uma rebelião; traziam a Vitamina-Mestra:

Dário

Soares

Heráctor

Cícero

Anjo Azul

Clarice

Robsom

Renato

Negro Capoeira

Poeta

Isaura

Vida

Realidade

Fantasia,

Escritor (A Criança)

Alex,

Marco Antônio,

Sebastião

Raimundo

Dançarino,

Leila

Sheila

Armando

Amelie

Alígero

Pierrôt

Coruja

Luís Carlos Prestes.

Nem Lima Barreto saberia descrever tamanha “Bruzundanga”.

Carlos traia seus amigos, a mando de Craker, formava um grupo para coordenar; o Leaders Supremes, formado por Nelson, Pavão, Quíron e Vlade.

Não tínhamos estratégia melhor que a fuga, escavamos um túnel imenso, lá fora todos eram soldados de New God.

CAP8: SHEILA E SCÁLIBROM

Só existia um meio de vencer, sair do livro e fecha-lo, mas não pude, como faria isso?

Somos capturados, mas resistimos, vou até New God, dou-lhe uma chapa rodada. Avisto uma bíblia no chão, rasgo-a para construir um elmo, concentro-me, trago a Lua para perto de mim, faço dela armadura, sou Cavaleiro Lunar, contudo, denomino-me uma segunda vez, sou Scálibrom.

Elimino, com o poder da mente, os Leaders, caio exausto pelo esforço, sendo amparado por Sheila que é tão poderosa quanto eu. Ela concentra-se em Carlos, esse adotara o nome de Fantasmogênese, explodindo-o.

Alencar tele-transportou-me juntamente com Sheila para fora do livro, mas estávamos desmaiados pelo esforço mental.

Acordei com um beijo de Sheila: _Meu amor, você custou, então, tomei a liberdade de finalizar. _Disse-me ela.

_Então, conte-me.

_New God leva um choque de Anjo Cibernético, _Dizia com o livro em mãos. _Nuvem, em seguida, o congela, Coraci por sua vez o esmaga com um pisão. Nix aborrece-se e diz: _Que é isso, meu amor, vamos jogar sem quebra as peças, está bem?

_Não entendi esse final, disse-lhe eu.

_Pois espere que eu termine! _Ela volta a ler. _Nix põe outro personagem no lugar de New God, escolhe Napoleão.

_Mas isso não vale! Ele não fazia parte do jogo! _Diz Coraci.

_Então vamos brincar de outra coisa.

_Não quero mais brincar. _Coraci joga o tabuleiro para longe. _Venha cá! Estou cansado de ser seu rival, dê-me um beijo! _Ela concede.

_Você transformou tudo num jogo? _Perguntei a Sheila.

_Exatamente.

_Eu não faria melhor. _Ela sorri e me beija.

_Vamos escrever outro conto em parceria? _Pede.

_Chega por hoje! _Ela me abraça e ri sem parar.

AROLDO FILHO