Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

REPRESA DAS MÁQUINAS

Estou preso na represa de meus ais
Neste mundo tirano
Tenho planos de navegar noutras galáxias
Preciso voar feito condor no cosmo infindo
Mas meus lábios aflitos vagam longe dos teus beijos inflamáveis
Sou máquina do pensar que perdeu o combustível para sonhar
Continuo como pirilampo exausto a vagar pelas ruas
Um dia serei mil estrelas e todas serão tuas

Aroldo Filho
Fortaleza-CE, 05/09/06
ÍRIS

Haverá o pecado perfeito
Neste mundo errante
Bipassionalismo ou variante
Arrasante
Arrasadores rastros em alto-relevo
Que relevem o Realismo
Revelando racionalismo
No rasante pouso do luar?
Quem dera, no momento
Em teus mares oculares mergulhar
Sentindo a maresia incessante
Das safiras caras!
Denominas írisPor que não diamantes?
Tratará o tempo, talvez
De nos incorporar
Ao construtivismo do arrebol?
És aliteração do Sol
O anil de meu sonhar
A fantasia de minh’alma
A canção do meu pensar

Aroldo Filho
Fortaleza
20/08/05

CRISE COPÉRNICA

A História é uma fraude