Temer na cadeia Aécio na cadeia

Temer na cadeia Aécio na cadeia
Copiem e colem em seus perfis

sábado, 12 de janeiro de 2008

CLARICE

CAP1: UTILIDADE

As células, quando substituídas, possuem um mecanismo de autodestruição. Sem uso, as coisas mofam, se enchem de poeira. Sobrecarregado, tudo pifa. Pessoas em desespero recorrem às armas, cordas, lugares elevados, etc., e todas possuem algo em comum: O pensamento de inutilidade ou incapacidade seja lá em que for.
Assim é Clarice: uma mulher brilhante, com ótimas amizades, de boa família, com imagem respeitável, aparência excelente, perfeita postura e carisma incontinenti.
Fora do trabalho não há promoções, mas paixões errôneas, um alcoólatra como namorado, outro, machista por noivo, e um terceiro, de marido, raparigeiro incontestável.
O último com quem se envolveu era controlador em excesso, isso a fez pensar que todos os homens encaixavam-se obrigatoriamente num dos quatro itens acima.
Agora Clarice não tira a idéia suicida da cabeça.

CAP2: O SALTO

Clarice decide seu destino, sobe uma montanha e se atira, no exato instante em que um grupo de pára-quedistas treinava, um dos saltadores, Renato, vai de encontro à moça e a agarra, um segundo, Robsom, consegue abrir o pára-quedas do irmão e em seguida o próprio.
No solo, algum tempo depois, Renato indaga, furioso: _Que deu em você; está maluca?
A mulher, em choque, não responde, apenas chora. Renato a abraça.
_Desculpe, eu não queria bradar assim...
_Convide-a para a festa, meu irmão.
_Não, eu não vou. Lamento desmanchar a diversão de vocês, mas vou embora.
_Espere, _Insiste Robsom _Deixe-nos ao menos deixá-la em casa.
_Está bem.
E na casa conversaram por horas.
_Que é isso moça? Não desperdice a beleza e juventude assim, um dia encontrará quem a faça feliz, enquanto isso, vamos ao espetáculo.
_Esse tal cantor, de quem vocês tanto falam é bom mesmo?_Sim, o Amadeu, nosso amigo há tempos, é cantor excepcional, e além do mais, não temos o que fazer hoje à noite.
_Está bem.
Trocaram telefone, iriam pegá-la às 10h.

CAP3: AFESTA

Clarice não se decidira, mesmo assim se arruma. Quando seus amigos chegam, ofereceu-lhes um café, esses beberam e desmaiaram, ela colocara tranqüilizante.
Isso se dava ao fato deles chegarem mais cedo.Não foi intencional, acontece que a mulher queria dormir, fez chá, na dúvida se iria mesmo à festa, colocou muito sonífero, mas ofereceu por distração, ainda abalada com tudo que aconteceu naquele dia.
Batem à porta: _Olá, a senhora é Clarice, presumo. Sou Amadeu, uns colegas meus...Aqueles que por sinal dormem ali, Renato e Robsom, deixe que os acordo.
_E, de um modo que ela não entendera, ele acorda realmente aos amigos.
_Aahh! Tive a impressão de levar um tremendo choque! _Disseram os irmãos simultaneamente ao serem acordados de supetão.
_Sim, dei-lhes um choque, esse lá é hora de está dormindo!_Desculpem-me, é que o chá está com sonífero, que eu iria tomar, sabe?
_Vejo que você perderá o melhor da festa, quando meu amigo, Ademar, canta, quem sabe não daria tempo dançarmos antes de eu subir ao palco...
_Então, como estou distraída, você é o cantor...
_Na verdade um dos...Quem abre o show sou eu, _entra Ademar _ desculpe, mas a porta estava aberta, aqui estão: quatro ingresso-cortesia. Muito prazer, a senhorita é?_Clarice.
_Irei na frente, pois já vai começar com atraso. _E saiu apressado.
Na festa, um tal de Meteoro busca encrenca com Dário, um ator de filmes de ação que não perde uma luta desde os onze anos de idade.Mesmo tendo caído dezenas de vezes, entre socos e pontapés, o encrenqueiro tinha “uma carta na manga”, era telecinético.Soáres, ao ver o amigo voar longe, liga para a polícia, leva o amigo para o hospital,voltando para acerta as contas sendo desmaiado pela força mental de Meteoro.
_Isso deveria fazer parte da coreografia apresentação?_Pergunta Clarice, alheia a tudo.

_Deixe que eu resolvo isso. _Diz Amadeu, confiante, vai até Meteoro e o deixa inconsciente com um tremendo choque. Safira aparece, _Leve-o, sabe para onde. _ordena Amadeu, Safira segura o telecinético pelo pescoço e sai arrastando-o.A festa acaba antes mesmo do começo, Ademar quer ir embora, visto que o clube está todo quebrado._Deixe que dou um jeito nisso. _Com seus poderes elétricos, Amadeu reconstruiu o lugar, fez com que todos aqueles que abandonaram o local voltassem, com uma ajudinha do Curinga, e distribuiu uma fórmula grátis, capaz de recuperar todos os estragos físicos, a famosa Vitamina-Mestra.Dário voltava recuperado, Ademar cantava novamente, Amadeu dançava com Clarice, mas Edgar chega no finzinho e conquista o coração da moça com apenas um olhar, vai entender! E eu, Elias, avisto meu avô, Amadeu, saindo enfurecido, outra mulher que o rejeitara.É, no entanto, os outros; Dário, Soares, Ademar, Renato e Robsom, também ficaram “chupando o dedo”; confesso, também fiquei.

AROLDO FILHO

Nenhum comentário: