terça-feira, 11 de dezembro de 2007

OS ANJOS TOCAM VIOLINO


















OS ANJOS TOCAM VIOLINO

Um Fá sustenido em teus lábios
Hum! Quero beijá-los com amor febril
Dó com sétima em teu seio
Pestana em Si e o receio de não saber
As menores angústias
Que dominam a ti
Das maiores dores que senti
Tua falta é aquela real
És meu Sol matinal
O Mi em mim no raiar de meus dias
Oh! Sinfonia, tenha dó deste escritor!
Ré nos tribunais do amor
Vou prender-te Lá no Céu
De meu âmago em sonhos
Andante passan de catavina
Prima donna, roubaste meu coração
Pagarás com uma canção de limiar arpejante
Tarantella, meu sopramo belo!
Si non é vero, é bene trovato
No Firmamento há uma orquestra para ti
Os anjos tocam violino
Enquanto eu finjo ser o maestro
Empunho a canebatuta
Vejo-te a bailar
Tocas com os pés o piano em meu olhar
Teu semblante me faz triunfante
Ao compor-te com porte musical
Matemática artesanal do pensamento cognitivo
Poesia, és meu forte cativo
Adoro-te, no imaginário ideal
Abraço-te, por seres surreal...

Aroldo Filho

Nenhum comentário: